CEAPortlet

Centro de Educação Ambiental

Avarias

Avarias

gestprocessosonline.JPG

GestProcessos Online

 

Atendimento on-line

Atendimento Online

As praias da Couve, em Apúlia, e de Cepães, em Marinhas, foram classificadas pela Quercus com qualidade de ouro.

 
 
No início do principal período de época balnear, e tal como tem acontecido em anos anteriores, a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza faz um balanço e perspectiva da qualidade das águas balneares em Portugal, com base na informação pública oficial, disponibilizada pelo Instituto da Água através do Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos (SNIRH). 

Neste sentido, seleccionou todas as praias que em Portugal tiveram sempre qualidade de água classificada como boa entre 2006 e 2009 e classificada como excelente em 2010, com análises sempre excelentes ao longo da época balnear transacta. Desta selecção fazem parte a praia da Couve, em Apúlia, e a praia de Cepães, em Marinhas, uma vez que nos últimos 5 anos, estas praias do concelho de Esposende, obtiverem sempre uma boa qualidade da água balnear. 

Com esta iniciativa, a Quercus pretende destacar as praias que ao longo dos últimos cinco anos apresentaram sistematicamente boa qualidade, considerando que oferecem uma maior fiabilidade no que respeita à boa qualidade da água, confirmando ainda a sua excelência na última época balnear.
 
 

O Município de Esposende foi premiado no Concurso de Actividades de Educação Ambiental da Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), arrecadando o 3.º prémio com a iniciativa “Há estrelas no céu… e no mar”, que foi desenvolvida na época balnear de 2010, nas praias do concelho com Bandeira Azul, concretamente na Praia da Couve, em Apúlia, e na de Cepães, em Marinhas.

 
 
O prémio, que se traduz na produção de um folheto para a próxima época balnear, que abordará as espécies protegidas ou mais sensíveis ao impacte humano, foi entregue na Cerimónia de Comemoração dos 25 anos do Programa Bandeira Azul, que decorreu no passado dia 5 de Maio, no Auditório do Mar da Palha, no Oceanário de Lisboa. 

Esta cerimónia, que contou com a presença de diversas personalidades, teve como objectivo principal assinalar os 25 anos de actividade da Associação Bandeira Azul da Europa, através de um conjunto de comunicações sobre o tema da Bandeira Azul 2011 “Mar, Tradição e Recursos”, bem como prestar homenagem a individualidades com relevância para o programa Bandeira Azul. 

No final da cerimónia teve lugar uma Conferência de Imprensa com vista ao anúncio das praias, portos de recreio e marinas do continente e ilhas, galardoadas com Bandeira Azul na época balnear de 2011. Uma vez mais, as praias da Couve, em Apúlia, Ofir, em Fão, e Suave Mar e Cepães, em Marinhas, cumpriram todos os requisitos necessários à atribuição deste Galardão.

A empresa municipal Esposende Ambiente representou o Município de Esposende no IV Congresso Nacional das Cidades Educadoras, que decorreu de 5 a 7 de Maio, na Universidade Lusófona, com a apresentação da comunicação “Esposende diz SIM à biodiversidade”, que deu a conhecer as iniciativas desenvolvidas no âmbito das comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade.

 
 
As experiências apresentadas foram enquadradas em quatro áreas temáticas, nomeadamente Estratégia Energético Ambiental das Cidades, a Educação para o Desenvolvimento Sustentável, a Participação Cidadã na construção de Cidades Sustentáveis e Agir pela Biodiversidade. 

Tendo por base a adesão do Município ao Ano Internacional da Biodiversidade, a comunicação apresentada pela Esposende Ambiente pretendeu elencar as razões que sustentam a aposta da Autarquia na preservação dos valores naturais do concelho, através da divulgação do potencial ambiental, económico e social da biodiversidade local, e da formação e informação dos munícipes e visitantes. 

O tema do Congresso, “A Cidade Educadora e o Ambiente – Problemática Global, Respostas Locais”, permitiu a partilha de preocupações e soluções em diferentes temáticas da área ambiental, bem como a divulgação de boas práticas desenvolvidas nos municípios nacionais na área do ambiente. As propostas positivas que foram apresentadas pelos vários intervenientes têm como estratégia comum a consolidação de atitudes e de comportamentos individuais e colectivos emergidos de uma política de educação ambiental para a sustentabilidade, de forma a contribuírem efectivamente para a melhoria da sua acção local, que terá reflexos globais. 

Recorde-se que o Município de Esposende aderiu à Rede Portuguesa das Cidades Educadoras em 2007 e, desde então, tem vindo a implementar o projecto “Esposende, Município Educador”, que assenta numa concepção de educação transformadora, com o objectivo de promover o desenvolvimento educativo, cultural e social do concelho.

A Escola Secundária Henrique Medina, com o apoio e colaboração da Esposende Ambiente, EEM e da Câmara Municipal, irá levar a efeito uma conferência subordinada ao tema da Biodiversidade, no âmbito do seu Curso de Educação e Formação de Adultos.

Para além da participação especial dos formandos, esta iniciativa irá contar com a presença do responsável do Gabinete Técnico Florestal da autarquia e do Professor Doutor Jorge Paiva, da Universidade de Coimbra. 

Para além da divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelos alunos, e uma vez que o ano de 2011 foi declarado pela Assembleia-geral da Organização das Nações Unidas como o Ano Internacional das Florestas, esta iniciativa pretende também destacar a importância económica, ambiental e social dos recursos biológicos e, em particular, dos recursos florestais.
 
Clique aqui para ver o cartaz

Ao assumir o compromisso de fazer chegar a cada utilizador água de excelente qualidade e de recolher e promover o adequado tratamento das suas águas residuais, a Esposende Ambiente desenvolve todo o seu trabalho prosseguindo a melhoria contínua, numa perspectiva de cariz global ao nível da promoção do desenvolvimento sustentado do concelho de Esposende, salvaguardando os interesses ambientais e sociais locais e contribuindo, assim, de forma efectiva, para a elevação da qualidade de vida dos cidadãos.

 
 
Ambicionando ser reconhecida como uma empresa de referência no sector em que desenvolve a sua actividade, a Esposende Ambiente encontra-se empenhada em procurar continuamente oportunidades para melhorar a prestação de serviços a todos os utilizadores, aplicando as melhores soluções e promovendo a protecção e valorização dos recursos existentes, num assumido esforço de inovação e modernização. 
É exactamente neste contexto que se tornou fundamental o ajustamento do Regulamento que rege a actividade da Esposende Ambiente em matéria de abastecimento de água e de drenagem de águas residuais e pluviais. De facto, para além de uma perspectiva de adequação de estratégias às novas e crescentes exigências dos utilizadores, também tal se concretiza no sentido da necessária e obrigatória adaptação ao quadro legal vigente e às recomendações emanadas pela Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR). 
Assim, e após superados todos os procedimentos administrativos necessários à publicação de um novo regime regulamentar, a Esposende Ambiente apresenta o seu novo Regulamento de Abastecimento de Água e Drenagem de Águas Residuais, em vigor a partir do dia 14 de Fevereiro de 2011. 
 
Plano de contingência COVID-19
   
Atendimento
   
A sua opinião é importante
imagemPortlet copy.png
   
CEA  em Blog
imagemPortlet
Desafios
dia a dia
Desafio dia a dia
   
Leituras
Leituras
   
Qualidade da água
   
Praias
   
Faturação
Eletrónica
   
QUIZ da Água  
   
SUMAKids
   
E-MOVE
   
Empreitadas
   
E|Ribeiras
   
Resp.
Social
Empresarial