Paracentrotus lividus (Lamarck, 1816)

AphiaID: 124316

Código Natura 2000: 3011

Ouriço-do-mar

Animalia (Reino) > Echinodermata (Filo) > Echinozoa (Subfilo) > Echinoidea (Classe) > Euechinoidea (Subclasse) > Carinacea (Infraclasse) > Echinacea (Superordem) > Camarodonta (Ordem) > Echinidea (Infraordem) > Parechinidae (Familia)

A carregar dados...
Registos OMARE: 467
Registos OBIS: 231

Descrição

Apresenta um perfil corporal globoso, de simetria pentaradial, aplanado ventralmente, ocasionalmente também no dorso. Apresenta coloração geralmente arroxeada, mas pode variar e ser castanho-escuro, castanho-claro ou verde-oliva. Tem um diâmetro de até 7 cm. Os espinhos são pouco numerosos e chegam a apresentar um comprimento igual ao diâmetro do corpo do animal.

Distribuição geográfica

Esta espécie distribui-se pelas costas do NE Atlântico desde a Irlanda até ao sul de Marrocos, passando pela Bretanha, pelas Astúrias e Galiza, e ao longo de toda a costa portuguesa incluindo as ilhas da Macaronésia, até à costa atlântica da Andaluzia, e ainda por todo o Mediterrâneo, sendo mais abundante no Mediterrâneo ocidental comparado com o oriental, e no Adriático.

Habitat

Trata-se de uma espécie capaz de viver numa grande diversidade de habitats, desde pedras e pedregulhos até pradarias de fanerógamicas ou fundos de maërl, em profundidades que normalmente não ultrapassam os 20 metros, embora sendo mais abundante nos primeiros metros, onde se agrega formando grupos de maior densidade, devido à maior disponibilidade de alimento. Estes grupos podem resultar em agregações características conhecidas como feeding fronts, que em muitos casos aparecem associados a comunidades formadas por algas incrustantes, por estes terem consumido as algas eretas existentes. Estes habitats denominam-se sea urchin barrens.

É habitual encontrar P. lividus formando densos agregados em poças de maré, onde os tamanhos são em média menores que as encontradas nas populações do subtidal, sendo pouco comuns os ouriços de tamanhos superiores a 50 mm de diâmetro.  A ausência de tamanhos maiores pode ser devida às condições adversas que estas populações têm de suportar, em termos de elevado hidrodinamismo e intermitente disponibilidade de alimento. No entanto, este padrão também poderia ser explicado por uma migração para zonas mais profundas dos exemplares maiores ou por uma depredação seletiva.

Ecologia

Alimenta-se de algas ou fanerogâmicas e de esponjas.

Características identificativas

  • Pode atingir até 7 cm de diâmetro;
  • Espinhos longos e afiados, com coloração arroxeada ou verde escuro;
  • Placas ambulacrárias com 5-6 pares de poros.

Estatuto de Conservação

Legislação aplicável:

Bern Convention Annex III

Sinónimos

Checked: verified by a taxonomic editorEchinus lividus Lamarck, 1816

Checked: verified by a taxonomic editorStrongylocentrotus lividus (Lamarck, 1816)
Echinus (Toxopneustes) complanatus L. Agassiz & Desor, 1846
Echinus (Toxopneustes) concavus L. Agassiz in L. Agassiz & Desor, 1846
Echinus (Toxopneustes) lividus (Lamarck, 1816)
Echinus lithophagus Leach in Tilloch, 1812
Echinus lividus Lamarck, 1816
Echinus purpureus Risso, 1826
Echinus vulgaris Blainville, 1825
Euryechinus lividus (Lamarck, 1816)
Microcordyla asteriae Zirpolo, 1927
Paracentrotus (Strongylocentrotus) lividus (Lamarck, 1816)
Strongylocentrotus lividus (Lamarck, 1816)
Toxocidaris livida (Lamarck, 1816)
Toxopneustes complanatus L. Agassiz & Desor, 1846
Toxopneustes concavus L. Agassiz in L. Agassiz & Desor, 1846
Toxopneustes lividus (Lamarck, 1816)

Referências para a região Norte de Portugal:

FERNANDÉZ, R. (2013). Caracterização do habitat preferencial do ouriço-do-mar (Paracentrotus lividus) nas poças do intertidal rochoso da costa norte portuguesa com técnicas de análise multivariada. Tese de Mestrado. Faculdade de Ciências da Universidade do Porto.

Referências Internacionais

Pizzolla, P.F 2007. Paracentrotus lividus Purple sea urchin. In Tyler-Walters H. and Hiscock K. (eds) Marine Life Information Network: Biology and Sensitivity Key Information Reviews, [on-line]. Plymouth: Marine Biological Association of the United Kingdom. Available from: https://www.marlin.ac.uk/species/detail/1499

additional source Hayward, P.J.; Ryland, J.S. (Ed.). (1990). The marine fauna of the British Isles and North-West Europe: 1. Introduction and protozoans to arthropods. Clarendon Press: Oxford, UK. ISBN 0-19-857356-1. 627 pp. [details]

basis of record Hansson, H.G. (2001). Echinodermata, in: Costello, M.J. et al. (Ed.) (2001). European register of marine species: a check-list of the marine species in Europe and a bibliography of guides to their identification. Collection Patrimoines Naturels,. 50: pp. 336-351. [details]

additional source Mortensen, T. (1943). A Monograph of the Echinoidea. III, 3. Camarodonta. II. Echinidæ, Strongylocentrotidæ, Parasaleniidæ, Echinometridæ. 446 pp., C. A. Reitzel, Copenhagen. [details]

additional source Southward, E.C.; Campbell, A.C. (2006). [Echinoderms: keys and notes for the identification of British species]. Synopses of the British fauna (new series), 56. Field Studies Council: Shrewsbury, UK. ISBN 1-85153-269-2. 272 pp. [details]

original description Lamarck, J. B. M. de. (1816). Histoire naturelle des animaux sans vertèbres. Tome troisième. Paris: Deterville/Verdière. 612 pp., available online at http://www.biodiversitylibrary.org/item/47702 [details]

additional source Southward, E.C.; Campbell, A.C. (2006). [Echinoderms: keys and notes for the identification of British species]. Synopses of the British fauna (new series), 56. Field Studies Council: Shrewsbury, UK. ISBN 1-85153-269-2. 272 pp. [details]

additional source Southward, E.C.; Campbell, A.C. (2006). [Echinoderms: keys and notes for the identification of British species]. Synopses of the British fauna (new series), 56. Field Studies Council: Shrewsbury, UK. ISBN 1-85153-269-2. 272 pp. [details]

additional source Southward, E.C.; Campbell, A.C. (2006). [Echinoderms: keys and notes for the identification of British species]. Synopses of the British fauna (new series), 56. Field Studies Council: Shrewsbury, UK. ISBN 1-85153-269-2. 272 pp. [details]

additional source Southward, E.C.; Campbell, A.C. (2006). [Echinoderms: keys and notes for the identification of British species]. Synopses of the British fauna (new series), 56. Field Studies Council: Shrewsbury, UK. ISBN 1-85153-269-2. 272 pp. [details]

Última atualização: 16 Abr. 2019
Gerar PDF

O texto desta página é disponibilizado nos termos da licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0); pode estar sujeito a condições adicionais, para mais detalhes consulte os Termos e Condições.