Dermochelys coriacea (Vandelli, 1761)

AphiaID: 137209

Código Natura 2000: 1223

tartaruga-de-couro

Animalia (Reino) > Chordata (Filo) > Vertebrata (Subfilo) > Gnathostomata (Superclasse) > Tetrapoda (Superclasse-2) > Reptilia (Classe) > Testudines (Ordem) > Cryptodira (Subordem) > Chelonioidea (Superfamilia) > Dermochelyidae (Familia)

A carregar dados...
Registos OMARE: 0
Registos OBIS: 6384

Descrição

É a maior de todas as tartarugas marinhas;

A sua carapaça pode atingir 1,32m a 2,52m comprimento;

O seu peso pode variar entre 250 a 910 kg;

Apresenta uma carapaça fusiforme, que termina em ponta, e tem uma largura aproximadamente equivalente a metade do comprimento;

Possui sete quilhas longitudinais dorsais e cinco ventrais;

Quando adulta não possui escamas nem escudos córneos, estando coberta por uma pele coriácea oleosa e grossa;

Apresenta uma coloração essencialmente negra, com manchas esbranquiçadas, mais abundantes e maiores na parte ventral, tornando o plastrão mais claro.

A sua cabeça é relativamente pequena e possui um bico córneo afiado e delgado, com dois cúspides na parte frontal superior e um na inferior, dando a aparência de um W quando visto de frente;

As barbatanas anteriores são grandes e desprovidas de unhas, e as posteriores unem-se à cauda através de uma membrana delgada;

Os machos distinguem-se facilmente das fêmeas pela sua cauda mais longa. As fêmeas, para além da cauda menor, possuem uma mancha cor-de-rosa no cimo da cabeça.

Distribuição geográfica

As tartarugas de couro adultas estão adaptadas a águas mais frias do que as tartarugas de outras espécies, por isso a sua distribuição é mais ampla, tendo sido avistadas em latitudes elevadas, distantes das zonas tropicais e subtropicais.

Os animais adultos, dada a sua ampla distribuição, podem ser considerados cosmopolitas.

Em Portugal, as três subáreas correspondentes ao Continente, Açores e Madeira estão dentro da área de distribuição global da espécie, mas não incluem praias de nidificação.

É segunda espécie mais comum em águas portuguesas, após a tartaruga-comum, e provavelmente a mais comum em águas de Portugal Continental.

Habitat

Habitat: espécie pelágica, ou seja, vive em alto mar nas fases juvenil e adulta, geralmente só se aproxima da costa durante as épocas de reprodução.

Há registos de animais em águas profundas (cerca 1230 m), bem abaixo da zona fótica.

Alimentação: A dieta alimentar dos recém-nascidos e juvenis é desconhecida, assumindo-se que a espécie seja carnívora durante todo o seu ciclo de vida. Os adultos alimentam-se principalmente de medusas, tunicados e outros invertebrados epipelágicos de corpo mole

Reprodução: Nidifica no Outono e Inverno, emergindo em grandes grupos nos locais de desova.

Reproduz-se em praias tropicais de todo o mundo. No Atlântico, os principais locais de nidificação encontram-se na área do norte da América do Sul e das Caraíbas.

Tem um ciclo de nidificação de 2 a 3 anos e as fêmeas geralmente fazem 4 a 5 posturas em cada estação reprodutiva, com intervalos de 10 dias, depositando cerca de 61 a 126 ovos de cada vez. A incubação varia entre 50 e 78 dias e está relacionada com a temperatura e a humidade do local.

A temperatura do ninho determina o sexo das crias. A temperaturas de 29,5°C tanto podem nascer machos como fêmeas, as crias incubadas a temperaturas inferiores a 28,8°C serão machos, e as incubadas a temperaturas superiores a 29,8°C serão fêmeas.

Características identificativas

A sua carapaça pode atingir 1,32m a 2,52m comprimento;

O seu peso pode variar entre 250 a 910 kg;

Apresenta uma carapaça fusiforme, que termina em ponta;

Apresenta uma coloração essencialmente negra, com manchas esbranquiçadas, mais abundantes e maiores na parte ventral;

A sua cabeça é relativamente pequena e possui um bico córneo afiado e delgado;

As barbatanas anteriores são grandes e desprovidas de unhas, e as posteriores unem-se à cauda através de uma membrana delgada.

Estatuto de Conservação

Sinónimos

Testudo coriacea Vandelli, 1761

Informação Adicional

Pesquise mais sobre Dermochelys coriacea >   ~IUCN Red List  ~ ICNF ~ MarLIN ~ uma ~EUNIS

Referências Internacionais

additional source Integrated Taxonomic Information System (ITIS). , available online at http://www.itis.gov [details]

additional source Fontanes, F.; A. Roszko; S. Flore; K. Hatton; V. Combos and A. Helton 2007. “Dermochelys coriacea” (On-line), Animal Diversity Web. Accessed November 03, 2018 at https://animaldiversity.org/accounts/Dermochelys_coriacea/

basis of record van der Land, J. (2001). Tetrapoda, in: Costello, M.J. et al. (Ed.) (2001). European register of marine species: a check-list of the marine species in Europe and a bibliography of guides to their identification. Collection Patrimoines Naturels, 50: pp. 375-376 [details]

additional source Katona, S.K., V. Rough and D.J. Richardson. 1983. A field guide to the whales, porpoises and seals of the Gulf of Maine and eastern Canada, Cape Cod to Newfoundland. Charles Scribner’s Sons. New York. 255 p. [details]

additional source O’Boyle, R. 2001. Meeting on turtle by-catch in Canadian Atlantic fisheries, Hayes Boardroom, BIO, 20 March 2001. Canadian Stock Assessment Secretariat 2001/17. 31 p. [details]

additional source Muller, Y. (2004). Faune et flore du littoral du Nord, du Pas-de-Calais et de la Belgique: inventaire. [Coastal fauna and flora of the Nord, Pas-de-Calais and Belgium: inventory]. Commission Régionale de Biologie Région Nord Pas-de-Calais: France. 307 pp., available online at http://www.vliz.be/imisdocs/publications/145561.pdf [details]

additional source King, C.M.; Roberts, C.D.; Bell, B.D.; Fordyce, R.E.; Nicoll, R.S.; Worthy, T.H.; Paulin, C.D.; Hitchmough, R.A.; Keyes, I.W.; Baker, A.N.; Stewart, A.L.; Hiller, N.; McDowall, R.M.; Holdaway, R.N.; McPhee, R.P.; Schwarzhans, W.W.; Tennyson, A.J.D.; Rust, S.; Macadie, I. (2009). Phylum Chordata: lancelets, fishes, amphibians, reptiles, birds, mammals, in: Gordon, D.P. (Ed.) (2009). New Zealand inventory of biodiversity: 1. Kingdom Animalia: Radiata, Lophotrochozoa, Deuterostomia. pp. 431-554. [details]

additional source Zug, G. R. 2009. Reptiles (Vertebrata: Reptilia) of the Gulf of Mexico, Pp. 1317–1320 in Felder, D.L. and D.K. Camp (eds.), Gulf of Mexico–Origins, Waters, and Biota. Biodiversity. Texas A&M Press, College Station, Texas. [details]

additional source Liu J.Y. [Ruiyu] (ed.). (2008). Checklist of marine biota of China seas. China Science Press. 1267 pp. [details]

context source (Deepsea) Intergovernmental Oceanographic Commission (IOC) of UNESCO. The Ocean Biogeographic Information System (OBIS), available online at http://www.iobis.org/ [details]

context source (HKRMS) Tsang, E. & Milicich, M. (1999) Study on the suitability of South Lamma to be established as marine park. Final report. Submitted to the Agriculture, Fisheries and Conservation Department, The Hong Kong SAR Government. [details]

context source (RAS) Australian Antarctic Data Centre. , available online at https://data.aad.gov.au/aadc/biodiversity/ [details]

additional source Zug, G. R. 2009. Reptiles (Vertebrata: Reptilia) of the Gulf of Mexico, Pp. 1317–1320 in Felder, D.L. and D.K. Camp (eds.), Gulf of Mexico–Origins, Waters, and Biota. Biodiversity. Texas A&M Press, College Station, Texas. [details]

context source (HKRMS) Tsang, E. & Milicich, M. (1999) Study on the suitability of South Lamma to be established as marine park. Final report. Submitted to the Agriculture, Fisheries and Conservation Department, The Hong Kong SAR Government. [details]

additional source Zug, G. R. 2009. Reptiles (Vertebrata: Reptilia) of the Gulf of Mexico, Pp. 1317–1320 in Felder, D.L. and D.K. Camp (eds.), Gulf of Mexico–Origins, Waters, and Biota. Biodiversity. Texas A&M Press, College Station, Texas. [details]

context source (HKRMS) Tsang, E. & Milicich, M. (1999) Study on the suitability of South Lamma to be established as marine park. Final report. Submitted to the Agriculture, Fisheries and Conservation Department, The Hong Kong SAR Government. [details]

additional source Zug, G. R. 2009. Reptiles (Vertebrata: Reptilia) of the Gulf of Mexico, Pp. 1317–1320 in Felder, D.L. and D.K. Camp (eds.), Gulf of Mexico–Origins, Waters, and Biota. Biodiversity. Texas A&M Press, College Station, Texas. [details]

context source (HKRMS) Tsang, E. & Milicich, M. (1999) Study on the suitability of South Lamma to be established as marine park. Final report. Submitted to the Agriculture, Fisheries and Conservation Department, The Hong Kong SAR Government. [details]

additional source Katona, S. K.; Rough, V.; Richardson, D. J. (1983). A field guide to the whales, porpoises and seals of the Gulf of Maine and eastern Canada, Cape Cod to Newfoundland. Charles Scribner’s Sons. New York. 1-255. [details]

Última atualização: 15 Mar. 2019
Gerar PDF

O texto desta página é disponibilizado nos termos da licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0); pode estar sujeito a condições adicionais, para mais detalhes consulte os Termos e Condições.